Quinta, 23 de Setembro de 2021 18:03
(44) 99859-9500
Colunistas Agressão

Um covarde que está bem perto de você

O Colunista Joel Marques escreve na coluna Ponto de Vista sobre a agressão do DJ Ivis

16/07/2021 10h41 Atualizada há 2 meses
482
Por: Joel Marques
O Colunista Joel Marques escreve na coluna Ponto de Vista sobre a agressão do DJ Ivis
O Colunista Joel Marques escreve na coluna Ponto de Vista sobre a agressão do DJ Ivis

 

Um covarde que está bem perto de você

Joel Marques - Ponto de Vista

Na última segunda feira (12/07) o Brasil foi tomado por publicações e matérias que trazia como protagonista um ilustre desconhecido, mas que na região nordeste era bem conhecido, bem famoso, porém, eu confesso que nunca havia ouvido falar, ou pelo menos não me recordo de um tal de Dj Ivis, e de tanta informação, em quase todos os sites, redes sociais, que eu tive que parar e ver o que estava acontecendo com tal sujeito.

O cara é bem famoso no meio artístico pelas parcerias musicais e está no auge da carreira. É paraibano, mas radicado no Ceará e é o produtor que difunde uma nova onda musical, uma mistura de forró com sertanejo, conhecida como “pisadinha”. Ele incorporou tanto o estilo musical que acabou dando uma grande “pisada” na bola, na carreira e na vida.

Em plena pandemia, chegou a ficar em primeiro lugar com seus hits, entre os mais tocados no Spotify. Entre as parcerias de sucesso está Xand Avião, Os Barões da Pisadinha e Zé Vaqueiro.

Mas o que aconteceu para o indivíduo ganhar notoriedade em todo o país? É claro que a esta altura do campeonato você já sabe. A ex-esposa do elemento divulgou uma série de vídeos onde era agredida por este personagem das trevas. 

Eu confesso que sou avesso a assistir este tipo de vídeo, porém com tantas e acaloradas manifestações, apertei o play para testemunhar tal barbárie. Vídeos pesados que tive que pausar para segurar as náuseas causadas pelas imagens. Empurrões, puxões, socos, chutes, enquanto a ex-esposa segura uma bebê filha dos dois, e em outro vídeo tendo uma pessoa que presenciava como testemunha ocular as agressões. Comportamento típico de um criminoso, de um frouxo, nunca de um homem.

Depois da divulgação dos vídeos o que aconteceu? A criatura foi pra internet, para se justificar, pra se defender, e o que é pior, pra pagar de vítima. Ele confessou as agressões, uma vez que não tem como negar, mas dizendo que só fez aquilo porque não aguentava mais chantagens e ameaças da mulher, e que ela batia nele também. Justificativas de um grande valente, que por não aguentar chantagens partiu para a agressão. Grande atitude. Grande justificativa.

Agora eu pergunto: se o sujeito não aguentava as chantagens, não seria melhor colocar um ponto final da relação e cada um seguir a sua vida? Mas por qual motivo foi bater em uma mulher? Oh! Mas ele estava preocupado com o bem-estar dela, se ele faz isso ela ia se matar. Está bom! O melhor então para ela não se matar, era descer o braço? 

Não há desculpas para esta atitude. Não há justificativa para as agressões.

As reações em relação ao ato do DJ foram imensas, diversas. Artistas se manifestando, Xand Avião dispensando o mesmo como profissional que prestava serviços. Mas o que é mais interessante, é que o detestável rapaz, ganhou mais seguidores em uma rede social, e não foram alguns, foram mais de 100 mil seguidores. Isso mesmo que você está lendo: depois das agressões reveladas, o nocivo rapaz ganhou mais adeptos. Caraca, eu não sei se eu choro ou se eu rio. É uma atitude patológica, insalubre, ao invés das pessoas saírem da rede social do perverso, as pessoas entram, seguem. 

Pare o mundo que eu quero descer. Não é possível.

Joel, porque você está trazendo este fato em sua coluna, uma vez que está sendo tão falado em todos os lugares e meios de comunicação? Verdade, poderia eu nem dar mais ibope, porém nós podemos refletir e questionar: quantas lições nós podemos tirar deste fato, noticiado em rede nacional? 

Pelo menos três lições podemos tirar:

– Tenho que alertar as mulheres, principalmente as meninas, adolescentes, jovens. É preciso consciência, reflexão, pensar com quem se fica, a quem se entrega, com quem se decide, ou não, fazer um filho. Fazer um filho é assinar um contrato de sociedade, pois terão algo juntos que serão pro resto da vida. É ser sócio de alguém que juntos tem o maior empreendimento de suas vidas: um filho.

Por isso que casamento, é algo sério, é escolher alguém pra passar o resto dos seus dias, é uma decisão, não é uma loteria. É preciso ser seletivo, ter muitos critérios para escolher alguém.

Meninas, muito cuidado. O namorado que dá um empurrão hoje, se tornará um marido que espanca, que bate, que mata amanhã.

– Em um dos vídeos, observamos um rapaz que deve ser amigo do agressor, assistindo de maneira passiva as agressões. Como assim? O insignificante não fez nada? Infelizmente! Nadica de nada. 

Constatamos uma novela da vida real. Infelizmente há muita gente omissa, conivente, medrosa, que sabendo de agressões não denunciam, se fecham numa bolha e fazem de conta que não enxergam, não escutam e não sabem de nada.

Quem se cala diante de um fato estarrecedor como este, é quase tão culpado como o agressor. Deve pagar como cumplice. É preciso dizer: BASTA.

– O covarde que bate, que agride uma mulher não está apenas no Ceará, ele está muito mais perto do que imaginamos. O fato noticiado e que traz Dj Ivis como vilão não é um caso isolado ou esporádico. Na verdade, é uma realidade que acontece em todas as cidades do Brasil. Com certeza aí bem pertinho de você tem um “machão” que agride a namorada ou a esposa, em alguns casos, bate na irmã ou na mãe. 

Trago um dado que é gritante, porém é realidade: O Centro de Referência Especializado de Assistência Social - CREAS do município de Pérola foi implantado em 2014. Nos relatórios de registros mensais de atendimento - RMA foram registrados de setembro de 2014 a março de 2020, 17 casos de mulheres vítimas de violência.

De março de 2020 a março de 2021, o primeiro ano de pandemia, foram registrados um número expressivo: 29 casos de violência contra a mulher. Totalizando 46 mulheres vítimas de violência nos últimos anos no município de Pérola. Do número total de casos só no último ano 2020 / 2021 representa 70% dos casos. Isso sem contar os casos omissos onde não há o registro de um B.O., onde a mulher apanha calada. 

Da mesma forma, o caso em tratativa na presente coluna ganhou expressividade, porque foi filmado e porque o agressor é “famoso”. Devemos questionar e tentar imaginar: quantos casos não são filmados, não são noticiados, não são conhecidos.

Precisamos intensificar ações de proteção às mulheres.

Próximo dia 22 de julho é o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio que neste ano traz como tema “Você pode gritar por Socorro em Silêncio” que propõe às mulheres agredidas marcar um X vermelho com batom na mão e mostrar para qualquer pessoa como pedido de ajuda. Ou seja, o nosso dever de cidadão, se enxergarmos uma mulher mostrando de forma discreta um X, é preciso que anotemos informações e características que ajude a identificá-la, e é claro, de nossa parte discar 190 e denunciar.

Para concluir a exposição, de minha parte como homem, a vontade seria dar umas pancadas em homens que agridem mulheres, como o boçal DJ Ivis, porém sou fraquinho e não adepto à briga. Mas como este tipo de “animal” gosta de bater em mulher, nada melhor que o embate seja entre sexo oposto. Aliás a lutadora do UFC Cris Cyborg desafiou o valentão a encara-la. Seria uma luta e tanto hein. Mas a Cris Cyborg é alta demais, tem 1,73 de altura e uma cara nada agradável, que dá medo só de encarar. Vou sugerir uma outra mulher, baixinha de apenas 1,56 de altura e magrinha, 57 quilos. Eis: a umuaramense Jéssica Andrade, a Bate estaca. Qual homem vai encarar?

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Joel Marques
Sobre Joel Marques
Formado em Processos Gerenciais, Licenciatura em História, Life e Self Coach. Servidor na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, há 16 anos. Voluntário na Rádio Comunitária Boa Nova FM, locutor, entrevistador, narrador esportivo e produtor de áudio. Presidente da Câmara de Vereadores de Pérola, Biênio 2021/22. Palestrante Motivacional e Pregador da Palavra. Casado com Josi Marques há 21 anos, Pai da Jordana (19) e do Juninho (15). Apaixonado pela vida, pela natureza e pelo ser humano.
Pérola - PR

Pérola - Paraná

Sobre o município
Pérola é um município brasileiro situado na microrregião de Umuarama, noroeste do estado do Paraná. Sua população estimada é de 11.020 habitantes, conforme dados do IBGE de 2016. Faz parte da Associação dos Municípios de Entre os Rios - AMERIOS, cujo município polo é Umuarama, distante aproximadamente 50 km. Pérola, Cidade Joia do Paraná. O Município recebe o nome de Pérola em homenagem a Pérola Ellis Byington, mãe de Alberto Byington Júnior, um dos sócios da Companhia Byington de Colonização.
Altônia - PR
Atualizado às 18h00 - Fonte: Climatempo
25°
Pancada de chuva

Mín. 16° Máx. 25°

25° Sensação
3.2 km/h Vento
22.5% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (24/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 26°

Sol com muitas nuvens
Sábado (25/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias