Sábado, 24 de Julho de 2021 04:05
(44) 99859-9500
Colunistas Saúde e Corrupção

Um prêmio de Mega-Sena

Joel Marques escreve: Imagina se você ganhasse na Mega-Sena um prêmio de R$ 19 milhões, imaginou?

16/05/2021 11h17 Atualizada há 2 meses
529
Por: Joel Marques
Um prêmio de Mega-Sena

 

UM PRÊMIO DE MEGA-SENA

Joel Marques 

Vamos brincar de faz de conta?

Imagina se você ganhasse na Mega-Sena um prêmio de 19 milhões de Reais, já imaginou? O que você faria com toda esta grana? 

Ah! Desculpa aí, espere por favor. Esqueci de mencionar um detalhe:  você ganhou este prêmio num bolão com mais 6 amigos. O que faria com sua parte de um pouco mais de R$ 2.700.000,00? 

Vou te dar uma dica: que tal construir uma casa em algum Balneário bem badalado? Comprar um barquinho, uma lanchinha, um bom motor de polpa e alguns penduricalhos náuticos? 

Hehe! Nada mal hein. Mas vamos despertar do sono e consecutivamente do sonho.

A quarta-feira 05/maio foi um dia bem agitado em uma cidade polo de uma região metropolitana, que traz em sua titulação a capital da... da... vixi, não me lembro bem, acho que coleguismo, companheirismo, compadrio, irmandade... algo do gênero. 

Mas sei que o alvorecer daquela manhã promoveu surpresas e sustos no despertar de diversas famílias, pois naquela oportunidade 7 mandados de prisão foram cumpridos, como também 62 mandados de busca e apreensão. 

Uma operação do Ministério Público daquele Estado que investiga o desvio de verbas que chegam à bagatela de 19 milhões de Reais do Fundo Municipal de Saúde. E ainda, como bonificação para quem é aplicado na investigação, descobriram um esquema de fura filas da vacina. Para fazer jus ao titulo da capital do coleguismo, é o favorecimento para suprir os próprios interesses e os daqueles que estão bem próximos.

Um diretor de hospital, empresários e servidores públicos foram contemplados com o mandado de prisão. 

Recentemente foi aprovado na Câmara de Vereadores daquele município, a lei do Fura Fila que prevê multa para quem furar a Fila da Vacina da Covid 19. E o pior, ou melhor de tudo, sei lá, estou até confuso... é que agora tudo indica que esta Lei já vai ter que ser aplicada justamente com autoridades da cidade e seus familiares, pois a investigação aponta pelo menos 10 pessoas que receberam a dose indevidamente. É o altruísmo particular e intimista, o cuidado com a família que fala mais alto, afinal já diz a canção do Xand Aviões do Forró “quem ama cuida”.

Hehe mundão véio sem porteira. 

As investigações tiveram seu início no ano 2020 e de acordo com o Ministério Público há fortes indícios de fraudes em licitações, superfaturamento de contratos, notas frias, provas de depósitos nas contas dos investigados e até de seus filhos menores de idade. O município repassa verbas para entidades filantrópicas e os dirigentes das entidades repassam ou devolvem este dinheiro para os interessados. Que lindo! O esquema é perfeito... ou melhor, “não existe crime perfeito, existe crime mal investigado”, como dizem os especialistas em criminologia. E pelo que parece, no tema em questão, este foi investigado.

No transcorrer das investigações surgiram elementos indicativos da aquisição de equipamentos náuticos e também da construção de uma “casinha” em um concorrido Balneário, com os recursos afastados das entidades filantrópicas daquela cidade. Mas o que é uma “casinha” construída numa cidadezinha pequenina com pouco mais de 2.500 habitantes? Não deve ser nada.

Ledo engano! Fomos pesquisar: um terreno de 400 metros nesta pequenina cidade, que é destino de muitos cidadãos da classe média emergente do noroeste daquele Estado, custa entre 300 até 900 mil Reais, de acordo com a localização.

Vou usar aqui o bordão de Tonico e Tinoco, dupla caipira de grande sucesso: “Que beleza!”. Dinheiro público que fora destinado ao tratamento de saúde, nunca chegou à população. Eu já vi esta história inúmeras vezes, e o que é mais interessante é que ela se repete mais próximo da gente do que imaginamos. 

Faltam leitos e UTIs para pessoas com Covid 19? Faltam sim senhor, e continuará faltando, pois sempre haverá aproveitadores sem escrúpulos em todos os cantos deste Brasil varonil. 

Nos últimos anos, foram inúmeras operações realizadas pela Polícia Federal e pela Polícia Civil nos 26 Estados da Federação e no Distrito Federal apenas de desvio de recursos da Saúde, vamos lembrar de algumas:

- Operação Raio X;

- Operação SOS;

- Operação Kickback;

- Operação Talha;

- Operação Alquimia; 

- Operação vírus Infection; 

- Operação Placebo;

- Operação Para Bellum - Respiradores defeituosos no Pará;

- Operação Sangria - Estrutura organizada no Governo do Amazonas;

- Operação Nudus - Aventais hospitalares custaram mais de R$11 milhões;

- Operação Tris In Idem - A ação que afastou Wilson Witzel do governo RJ;

- Operação Desvid-19 - A operação do dinheiro na cueca.

E agora, a atual operação: METÁSTASE, termo frequentemente usado na oncologia, a metástase costuma causar confusão na cabeça dos pacientes. Metástase é quando as células cancerosas migram de um lugar para o outro no organismo. Não se trata de um novo câncer, mas sim, da mesma doença que atingiu outra região. 

Como é propício o nome ao fazer uma analogia com as outras operações espalhadas pelo nosso país. O câncer apenas muda de lugar. 

Faltam Leitos nos hospitais? Faltam sim Senhor! Mas, com certeza, na “casinha” construída no Balneário, deve ter, diversos quartos com camas aconchegantes para os usuários da casa. Com toda convicção, os leitos dos envolvidos deve ser um grande e confortável colchão Box King Size. Mas o que adianta, ter uma cama macia, se a insônia devido ao peso de consciência em consequência dos atos inescrupulosos não deixa ter um sono tranquilo e restaurador?

O dinheiro desviado, será que fará falta nos diversos procedimentos no sistema de saúde daquela distinta cidade? Exames, Cirurgias, Consultas...? Com toda certeza! Mas o que é isso? Os envolvidos não precisam do SUS, com firmeza devem ter planos de saúde que cobrem todas as emergências, consultas e exames de rotina. Mas o que adianta ter dinheiro, se o mesmo não compra saúde, seja ela física, psíquica, emocional e principalmente moral.

Em setembro do último ano a Câmara de Deputados aprovou o PL 1485/2020 que dobra as penas de prisão para diversas condutas relacionadas ao desvio de verbas destinadas ao enfrentamento da pandemia de coronavírus, embora ainda esteja em tramitação no Senado, esperamos que as penas para os suspeitos no caso em apuração, se forem condenados, sejam a altura do valor desviado. 

Em um momento tão crítico e porque não dizer catastrófico para todo o sistema de saúde em ordem mundial, com tantas vidas perdidas, somente no nosso solo pátrio, quase 450 mil vidas, os atos impetrados pelos suspeitos, demonstram que o escritor Mark Twain em seu livro “O que é o Homem?” de 1908, estava correto ao afirmar: “De todas as espécies, o homem é a mais detestável. Pois o Homem é o único que inflige dor por esporte, sabendo que está causando dor”.

Só para lembrar e registrar, os 19 milhões não foi nenhum prêmio de mega sena, foi desvio de dinheiro público, destinado a saúde, verba oriunda do meu, do seu, do nosso imposto, dinheiro suado de trabalhadores, como eu que escrevo, como você que lê esta coluna, que, segundo o IBTP – Instituo Brasileiro de Planejamento e Tributação, em 2020 o brasileiro trabalhou 151 dias apenas para pagar impostos, equivalente a 41% do Salário, somando impostos federais, estaduais e municipais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Joel Marques
Sobre Joel Marques
Formado em Processos Gerenciais, Licenciatura em História, Life e Self Coach. Servidor na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, há 16 anos. Voluntário na Rádio Comunitária Boa Nova FM, locutor, entrevistador, narrador esportivo e produtor de áudio. Presidente da Câmara de Vereadores de Pérola, Biênio 2021/22. Palestrante Motivacional e Pregador da Palavra. Casado com Josi Marques há 21 anos, Pai da Jordana (19) e do Juninho (15). Apaixonado pela vida, pela natureza e pelo ser humano.
Pérola - PR

Pérola - Paraná

Sobre o município
Pérola é um município brasileiro situado na microrregião de Umuarama, noroeste do estado do Paraná. Sua população estimada é de 11.020 habitantes, conforme dados do IBGE de 2016. Faz parte da Associação dos Municípios de Entre os Rios - AMERIOS, cujo município polo é Umuarama, distante aproximadamente 50 km. Pérola, Cidade Joia do Paraná. O Município recebe o nome de Pérola em homenagem a Pérola Ellis Byington, mãe de Alberto Byington Júnior, um dos sócios da Companhia Byington de Colonização.
Altônia - PR
Atualizado às 03h56 - Fonte: Climatempo
12°
Poucas nuvens

Mín. 12° Máx. 27°

12° Sensação
19.5 km/h Vento
38.8% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (25/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 28°

Sol com algumas nuvens
Segunda (26/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 26°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias